2021. 

Realizamos atividades virtuais pelo projeto Casa de Encontros Absurdos, Potências Criativas e Outras Coisas contemplado pela lei Aldir Blanc 14.017 através da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará com os artistas e coletivos colaboradores:

 

> projeto sonoro dronedeus, insiraonomeaqui, fab nardy e garu

 

> Cia Prisma de Artes, Rounixol do Rinaré, Patrick Costa e Julie Oliveira 

 

> Raisa Christina, Rosa Primo, Alexandre Veras e Gio.

> Pavilhão da Magnólia e Teatro de Concreto/DF 

O Outras Coisas especial recebeu o Coletivo Comum/SP com a exibição de "Os grandes vulcões" seguido do debate “Desafios poéticos e políticos pelo comum” com Integrantes do Coletivo Comum-SP, Helena Martins - Professora e pesquisadora de Comunicação Social - UFC e Ari Areia- ator, jornalista e ativista político, com mediação de Héctor Briones - professor curso Teatro UFC, PPGARTEs e Grupo de estudos LabCenas.

 

Ainda na programação Outras Coisas, exibimos o curta "Prosopopeia" com direção de Andreia Pires  seguido do debate “Videoteatro” com Andreia Pires, Coletivo Comum e Pavilhão da Magnólia, com mediação do cineasta Victor Furtado. 

Também no Youtube lançamos o documentário “Processo Delay: a criação artística em diálogo com o ciberespaço" do Coletivo Paralelo - Maracanaú/CE. seguido de bate papo com os artistas criadores. 

Entre janeiro e agosto, a Casa abrigou diversas ações de outros artistas servindo de espaço para experimentos, ensaios e gravações seguindo os protocolos de segurança da pandemia. 

Em setembro a casa reabriu com Temporada Absurda presencial de estreia do espetáculo "Há uma festa sem começo que não termina com o fim" do grupo residente Pavilhão da Magnólia com direção de Francis Wilker e co-direção de Thereza Rocha.

 

Na sequencia seguimos outubro com a estreia presencial do espetáculo "Das que ousaram desobedecer" da Cia Bravia e em novembro, "Tempo Temporão" com a Cia Das 3. 

 

Em dezembro foi a vez de receber a Mostra Magnólia Primeiro Corte do artista Lucas Sancho na exibição dos filmes: "Pra não faltar Amor" e "Homem Novo". Recebemos também o projeto "Gretel & Hansel - experimento cênico para pequenos" e a "II Vir@da da Maturidade" ambos contemplados pelo edital Arte Livre pela lei Aldir Blanc.  

 

 Para encerrar o ano, a cia residente, Prisma de Artes realizou o ensaio aberto de seu mais novo espetáculo "Des-Amor-Daçar" com direção de Herê Aquino para convidados. 

O QUE FOI REALIZADO ATÉ 2020

 

A Casa Absurda que abriu em novembro de 2018 já teve em sua programação mais de 130 atividades:

PRESENCIAIS
30 espetáculos de teatro
18 shows musicais 
09 lançamentos de livros 
07 espetáculos de dança 
05 exposições 
04 contações de histórias 

ON LINE 
22 live teatro
13 exposições na Galeria Absurda Virtual 
11 live dança 
06 vídeo-dança 
06 experimentos pela programação infância
04 live música 
02 playslist com artistas cearenses